"Confira aqui as novidades e tire todas suas dúvidas sobre genética."

O maior inimigo da produção leiteira

apoio genetica

A mastite é uma doença que provoca uma inflamação nas glândulas mamárias, e atinge principalmente as vacas leiteiras. Ela pode vir de origem tóxica, traumática, alérgica, metabólica ou infecciosa.

Essa doença bovina é um problema muito sério para a bovinocultura leiteira, pois acarreta prejuízos diretos na produção leiteira. Podendo provocar a perda de produção em até 45%, e até mesmo problemas mais graves, como a morte do animal e riscos à saúde humana por meio do leite consumido.

Há três fatores que influenciam diretamente na manifestação dessa doente: a resistência da vaca, o agente patogênico e o ambiente. Esses três fatores devem estar equilibrados. A doença é classificada devido à forma de manifestação, podendo ser clínica ou subclínica.

A forma clínica é responsável pela alteração do leite e anormalidades no úbere, aumentando a temperatura e edema.

A forma subclínica não apresenta alterações vistas a olho nu, porém, ela é causadora de 70% de mortes de animais e reduz até 40% da produção de leite.

A mastite pode ser classificada como sendo contagiosa ou ambiental. Quando a forma é contagiosa elas têm longa duração e são causadas por micro-organismos que habitam a glândula mamária e a pele dos tetos.

Quando a mastite é ambiental ela é causada pelo próprio ambiente onde há acúmulos de esterco, urina, barro e camas orgânicas. Geralmente as manifestações são agudas, mas têm uma curta duração.

Uma das principais formas de transmissão pode acontecer pelas mãos do ordenhador, que pode estar contaminada pelo leite infectado, ou seja, pela falta de higiene. É preciso ter alguns cuidados básicos como o uso de luvas descartáveis, limpeza e desinfecção adequada dos equipamentos e camas.

A ferramenta usada para o tratamento das infecções intramamárias é o tratamento antimicrobianos, o qual a ferramenta utilizada para o controle da mastite. Dessa forma os casos de mastite clínica devem ser curados de maneira rápida, diminuindo o desconforto do animal, reduzindo também as fontes de infecção da mastite contagiosa, fazendo a vaca voltar a produzir normalmente.

É essencial tratar o animal com o produto certo, no período certo.

Veja também: Clique aqui e veja genealogias completas.

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe este Post!

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Wordpress Themes - Wordpress Video Themes - Wordpress Travel Themes - WordPress Restaurant Themes